Ir para o conteúdo
Início
/
Notícias
13-06-2022

“Cooperação Humana e transformação digital” | Um fisioterapeuta humano em versão digital?

 

A digitalização na Saúde, com a experiência da empresa unicórnio portuguesa Sword Health trouxe à discussão a mudança inevitável e revolucionária que está a acontecer também na prestação de cuidados à distância. Também à distância, por vídeo conferência, Virgílio Bento, fundador e CEO, partilhou a criação deste projeto pioneiro – a versão digital do fisioterapeuta humano que “dá ao doente a possibilidade de fazer o seu processo de reabilitação em casa”. O sistema, que se baseia no uso de sensores que o paciente coloca no seu corpo e que executam os movimentos ou exercícios terapêuticos, como acontece numa sessão de fisioterapia, mostra-se eficaz no tratamento de patologias que podem ir desde uma simples dor no ombro até uma lesão da coluna. Daí a “revolução” que promete tendo em conta os custos elevados que as lesões músculo-esqueléticas representam atualmente para os sistemas de saúde dos diferentes países.

Apesar do sucesso (aparentemente) surpreendente desta empresa unicórnio, Virgílio Bento já guardava a ideia há alguns anos, pois a Sword nasceu da experiência pessoal e traumática que viveu, acompanhando as dificuldades que a sua família enfrentou ao longo do processo de recuperação do irmão, na sequência de um acidente grave.

Também a Diretora Executiva da Unicef Portugal, Beatriz Imperatori, partilhou a necessidade de se fazer chegar a inovação e a cooperação “a mais pessoas e a quem mais precisa”. “Essa é a questão que se coloca no dia-a-dia de quem trabalha nesta organização, com a missão de intervir em situações complexas e multidimensionais”, sublinhou. E o exemplo que Beatriz Imperatori trouxe a esta conferência não poderia ser mais ilustrativo do que acontece quando juntamos vontade/cooperação com partilha de conhecimento e soluções que a tecnologia “descobre”. Neste caso, a tecnologia utilizada pela NASA no fabrico dos fatos antigravitacionais usados pelos astronautas (para evitar que desmaiassem durante as acelerações extremas, através da compressão dos braços e das pernas impulsionando o sangue em direção à cabeça) – o NASG revelou-se uma ajuda estratégica às mulheres que sofrem de hemorragia pós-parto, reduzindo a perda de sangue até que o tratamento seja possível, bem como o seu transporte até ao hospital. Tendo em conta que a hemorragia pós-parto é uma das principais causas de morte materna em países com poucos recursos, a utilização desta tecnologia da NASA revelou-se uma “solução extraordinária e com enorme impacto na vida destas mulheres, mas também na das crianças”. “One small setp in the techonology , a giant step for the mothers”.

O escritor Walter Hugo Mãe, autor de “A Desumanização”, foi o moderador deste painel que contou ainda com a presidente da Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, Rosalia Vargas, que questionou a transformação digital das últimas décadas e a suas consequência na cooperação humana, e ainda do investigador Bruno Magalhães, que defendeu a necessidade de se investir e aumentar a literacia digital em saúde.


Partilhar:
felis nunc id ut accumsan Curabitur eget leo. id, risus