Início
/
Serviços Clínicos
/
Departamento de Medicina

Departamento de Medicina



Unidade de Nefrologia

Diretor: Dra. Maria Teresa Santos

A Unidade de Nefrologia do Hospital Pedro Hispano está integrada no Departamento de Medicina e a sua área de influência inclui os concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

Foi criada em 1995 por um protocolo celebrado entre o Serviço de Nefrologia do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPOFG) e o Hospital Pedro Hispano (HPH), segundo o qual o primeiro acordante se responsabilizava pelo apoio nefrológico aos doentes do HPH. Com a necessidade crescente de cuidados nefrológicos celebrou-se um novo protocolo de colaboração com a Unidade de Diálise da Misericórdia de Matosinhos (UDMM), ficando esta última entidade responsável pela realização de tratamento substitutivo renal no HPH.

A Unidade de Nefrologia articula-se com a Unidade de Diálise Peritoneal do Centro Hospitalar do Porto –Hospital Geral de Santo António e com as Unidades de Transplante Renal deste mesmo Hospital e do Hospital de São João.

A equipa de Nefrologia garante em regime de presença física ou prevenção o apoio nefrológico 24/24 horas ao HPH. Dispõe de 18 enfermeiros (da UDMM) com treino específico em tratamento substitutivo renal e dois técnicos de equipamento completam a equipa assistencial e de apoio logístico.

As principais funções da Unidade de Nefrologia são a orientação de doentes com Insuficiência Renal Crónica, Insuficiência Renal Aguda, distúrbios hidro-electrolíticos e glomerulopatias. Presta apoio aos doentes em programa regular de hemodiálise do concelho de Matosinhos, nomeadamente situações de urgência e complicações com necessidade de internamento.

A nível de formação, para além do Internato Complementar de Nefrologia, é responsável por estágios parcelares de Internos Complementares de Medicina Interna, Urologia e Medicina Familiar. A formação pós-graduada de enfermeiros em técnicas substitutivas renais e os Cursos para médicos e enfermeiros de Cuidados Intensivos em técnicas contínuas de substituição renal tem sido outro dos objectivos formativos da Unidade.

Em internamento orienta o tratamento de cerca de 300 doentes/ano, internados nas diferentes alas do Departamento de Medicina.

A Unidade de Nefrologia dispõe de um sector de Hemodiálise que inclui:

  • 1 sala com 3 monitores e respectivo sistema de tratamento de água na Ala M do Departamento de Medicina
  • 1 sala para doentes com necessidade de isolamento com 1 monitor e respectivo sistema de tratamento de água na Ala E do Departamento
  • 5 postos com possibilidade de tratamento dialítico, 2 monitores de diálise e sistema de tratamento de água próprio, no Serviço de Cuidados Intensivos
  • 4 monitores para tratamento contínuo de substituição renal no Serviço de Cuidados Intensivos.

Outros Recursos e Actividades:

  • A Unidade de Nefrologia utiliza a sala de procedimentos invasivos para colocação de cateteres de hemodiálise de longa duração, com controlo fluoroscópico e ecográfico (média de 70 cateteres/ano).
  • Biópsias Renais: As biópsias renais são efectuadas no Departamento de Imagiologia, sob controlo ecográfico, com a colaboração de um elemento do Departamento de Imagiologia (Dra. Catarina Tavares). Realizam-se em média 25 biópsias/ano.
  • Cateteres provisórios de hemodiálise: são colocados na sala de hemodiálise da Ala M, com apoio ecográfico, se necessário (em média 90 cateteres/ano).
  • Plasmafiltração: a Nefrologia é responsável pela realização de Plasmafiltração que por razões logísticas se efectua no Serviço de Cuidados Intensivos.
  • Biópsia de gordura abdominal para pesquisa de substância amilóide: Efectuado pelos elementos do Serviço quando solicitado.
  • Consulta externa: A Unidade de Nefrologia é responsável por 9 períodos de consulta externa, onde são observados em média 2 primeiras consultas e 8 segundas.

As primeiras consultas consideradas urgentes têm um período máximo de resposta de 15 dias e as não urgentes de 90 dias

Nefrologia do Doente Crítico

A Unidade diferenciou-se na Nefrologia aplicada aos Cuidados Intensivos. Para este facto contribuiu a experiência prévia dos seus elementos com o doente oncológico crítico no contexto da Unidade de Cuidados Intensivos do IPOFG e dos doentes transplantados de medula, bem como a especificidade da patologia observada no HPH, em que 31% dos doentes têm Insuficiência Renal Aguda, maioritariamente oriundos do Serviço de Cuidados Intensivos, Unidade de Cuidados Intermédios Médicos e Cirúrgicos.

Os seus elementos têm tido um papel importante na formação pós-graduada de médicos e enfermeiros em técnicas substitutivas renais utilizadas em Cuidados Intensivos.


Unidade de Hematologia Clínica

Coordenador: Dr.ª Maria João Santos

A Unidade de Hematologia Clínica (UHC) está incluída no Departamento de Medicina e tem como objetivos a prestação de Serviços à Comunidade da área do Hospital Pedro Hispano, no âmbito das doenças hematológicas não oncológicas e hemato-oncológicas (com exceção das situações agudas), tendo em vista a melhor qualidade assistencial possível.

A UHC desenvolve-se em três vertentes complementares:

  • Consulta Externa
  • Consultadoria a doentes internados
  • Realização de exames complementares de diagnóstico:
    • O aspirado medular para:
      • mielograma;
      • estudos citogenéticos e de biologia molecular (em parceria com o Centro de Genética Clínica);
      • imunofenotipagem (em parceria com o Centro Hospitalar do Porto);
      • mieloculturas
    •  A biópsia óssea
Localização

A UHC está localizada no piso O do Hospital Pedro Hispano e partilha instalações e recursos humanos a nível técnico e de enfermagem com o Serviço de Imuno-Hemoterapia.

Dispõe também de um consultório na área da Consulta Externa e de uma sala para a realização dos exames situada no piso -1, na área da Medicina Física e Reabilitação.

Contactos

Secretariado: 229 391 000 (ext. 1774)

 


Unidade de Imunoalergologia

Coordenador: Profª Dra. Cristina Lopes

As doenças alérgicas são cada vez mais comuns na população mundial, afetando cerca de 30% de toda a população da Europa Ocidental.

A especialidade de Imunoalergologia tem por objetivo o diagnóstico e tratamento nas diferentes faixas etárias de toda a patologia alérgica: respiratória, ocular, cutânea, digestiva, medicamentosa e alimentar e por picada de insectos.

Debruça-se ainda sobre algumas formas de doença ocupacional.

A anafilaxia (alergia grave potencialmente fatal) assume particular importância neste contexto.

A Imunoalergologia pode ainda contribuir para um melhor esclarecimento de imunodeficiências e algumas formas de patologia auto-imune.

O aparecimento de novos métodos de diagnóstico e terapêutica tem permitido o desenvolvimento desta especialidade habilitando-a a uma abordagem da doença alérgica em todas as suas vertentes, promovendo a resolução dos problemas com evidente melhoria da qualidade de vida.

Na ULSM as áreas de actividade da Unidade de Imunoalergologia passam pela Consulta Externa, pelo Hospital de Dia e pelo apoio ao Internamento.

O objetivo da Unidade de Imunoalergologia é providenciar a atividade assistencial diferenciada e especializada no âmbito desta especialidade, quer em ambulatório quer em internamento.

Intervenção autónoma
  • testes cutâneos Prick com aeroalergénios e alergénios alimentares
  • testes cutâneos Prick-Prick com alimentos
  • testes intradérmicos com fármacos e venenos de himenopteros
  • provas de provocação oral com fármacos e alimentos
  • indução de tolerância a fármacos
  • tratamentos imunomoduladores: vacinas anti-alérgicas, anticorpo monoclonal anti-IgE
Intervenção partilhada
  • exploração funcional respiratória (Serviço de Pneumologia)
  • caraterização alergológica laboratorial (Serviço de Patologia Clínica)
Formação e investigação
  • Formação pós graduada:

Cursos pós-graduação de Asma e DPOC;
Curso pós-graduação de Medicina Desportiva

  • Projectos de investigação:

“Projecto Inspirer” -avaliação da utilidade clínica da utilização de uma aplicação móvel na adesão terapêutica de doentes com asma.

Localização

Departamento de Medicina, Piso 2
Consulta Externa, Piso 0

Contacto

229 391 000


Serviço de Oncologia

Diretora: Dra. Matilde Salgado

A Oncologia Médica é a especialidade que se ocupa da prevenção, do rastreio e em especial do diagnóstico, estadiamento e tratamento da doença oncológica dos diversos órgãos e sistemas.

O serviço de Oncologia Médica faz o seguimento do doente com cancro, em total parceria com os diversos Serviços Clínicos da ULSM que recebem doentes oncológicos; orienta em Consulta de Grupo Multidisciplinar cerca de 1.000 novos casos / Ano.

Sob a responsabilidade dos clínicos do Serviço são realizadas no Hospital de Dia as sessões de Quimioterapia definidas para o doente.

As restantes formas de tratamento complementar (Radioterapia e Embolização) são realizadas em outras instituições sob orientação deste Serviço.

Assume particular dimensão na actividade do Serviço o tratamento da patologia mamária em parceria com o Serviço de Cirurgia Geral.

São também áreas importantes de intervenção a Patologia Colo-Rectal, a Patologia Oncológica Pulmonar, a Hemato-Oncologia (excepto Leucemias Agudas), e a Patologia Urológica em parceria com o Serviço de Urologia.

 

Investigação

O Serviço de Oncologia, com o objetivo de ir sempre mais além nas metas que possam facilitar a vida dos seus utentes, participa em diversos ensaios clínicos nacionais e internacionais.

Neste momento estão a decorrer dois ensaios clínicos:

Estudo Amgen nº 20090482
“A randomized, double-blind, multicentre study of Denosumab compared wiyh Zoledronic Acid (Zometa) in the treatment of boné disease in subjects with newly diagnosed multiple myeloma”.

M028457 Prefmab – Roche
“A randomized, open-label, multicentre study to evaluate patient preference with subcutaneous administration of rituximab versus intravenous rituximab in previosly untreated patientes with CD20+difuse large b-cell lymphoma or cd20+follicular non-hodgkin’s lymphoma grau 1, 2 ou 3 a”.

Em anos anteriores o Serviço desenvolveu outros ensaios clínicos:

Protocolo B9E – Ew- JHMU
GICR P003 – ERBICOX
SAVE-ONCO (EFC6521)
FOCCO
REVEAL
CANTARISK

 

Localização

O serviço de Oncologia está sediado na área do renovado Hospital de Dia, no piso 0.

O Hospital de Dia funciona de segunda a quinta-feira, das 8h00 às 18h00 horas e à sexta-feira das 8h00 às 17h00.

Contacto

Telefone: 229 391 742 / 229 391 739


Serviço de Gastroenterologia

Diretor: Prof. Doutor Francisco Baldaque Silva

O Serviço de Gastrenterologia está vocacionado para a prática de toda a endoscopia, quer diagnóstica, quer terapêutica.

Assim, realiza quase todos os actos de endoscopia terapêutica da ULSM, nomeadamente técnicas hemostáticas, tratamento endoscópico de manifestações da hipertensão portal, dilatação endoluminal/endoproteses de tubo digestivo e vias biliares, tratamento endoscópico selectivo de doentes obesos, polipectomia, mucosectomia, dissecção endoscópica da mucosa, Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica (CPRE), tratamento endoscópico de litíase da via biliar e da pancreatite crónica.

Realiza igualmente técnicas de endoscopia diagnóstica diferenciada (cromoscopia e endoscopia por cápsula) para toda a ULSM.

Nas horas de funcionamento normal do Serviço assegura a realização de exames com carácter de Urgência.

Em Consulta Externa desenvolve um atendimento personalizado aos pacientes com Doença Inflamatória do Intestino e doentes de risco para cancro digestivo (sindromas hereditários e vigilância de lesões prévias).

 Áreas de Excelência
  • Endoscopia terapêutica
  • Endoscopia por cápsula
  • Doença Inflamatória do intestino
  • Consulta de Hereditariedade no Cancro Digestivo
Áreas de intervenção
  • Hemostase
  • Desobstrução biliar e entérica
  • Remoção Tumoral
  • Obesidade
Investigação / Projectos
  • Investigação de algoritmos para “computer aided diagnosis” na Endoscopia por cápsula: em parceria com IETTA , Departamento de Electrónica, Telecomunicações e Informática da Universidade de Aveiro, Departamento de Ciência de Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, no sentido de desenvolver ferramentas que permitam a leitura e a análise automática da imagem de endoscopia por cápsula, utilizando novos paradigmas da comunicação em rede, como o sistema “GRID”.
  • Projecto de rastreio de cancro colo-rectal baseado na colonoscopia esquerda, a realizar em população de risco standard 55-60 anos (assintomáticos, sem factores de risco pessoal, ou familiar).

A propósito do cancro do cólon e do reto clique aqui.

Localização

Exames Especiais, Piso 0.


Serviço de Endocrinologia

Director: Professora Dra. Rosa Maria Príncipe

O Serviço de Endocrinologia Geral está direcionado para prestar apoio na área da consulta aos serviços hospitalares e aos cuidados de saúde primários. Presta cuidados especializados de qualidade na área da Endocrinologia e Diabetologia.

O Serviço de Endocrinologia abrange as várias áreas da especialidade, designadamente a Diabetes, doenças da tiróide, alterações do metabolismo do cálcio, Hipertensão arterial (sobretudo a de causa endócrina específica), Dislipidemias (Colesterol e/ou Triglicerídeos), tumores benignos e malignos das glândulas endócrinas, e outros distúrbios hormonais.

Entre as áreas de intervenção destacam-se:

  • a Diabetes Mellitus nas suas diversas formas – envolvendo vigilância glicémica e monitorização contínua da glicose, tratamento intensivo, colocação de sistemas de infusão contínua de insulina (‘bombas de insulina’), acompanhamento da Diabetes na gravidez, apoio multidisciplinar, educação terapêutica da pessoa com Diabetes e dos seus familiares, formação em Diabetes;
  • a Patologia Tiroideia – nomeadamente a disfunção tiroideia (hipo e hipertiroidismo) e os tumores da tiróide (nódulos benignos e malignos), realização de biópsias aspirativas ecoguiadas, e tratamento integrado com as especialidades afins;
  • a Patologia Hipofisária e Suprarrenal – nomeadamente as situações de disfunção hormonal e os tumores benignos e malignos detectados nestas glândulas.

Investigação Clínica

A investigação constitui um dos vectores de evolução do Serviço, com natural predomínio da investigação clínica nas áreas primordiais da Endocrinologia.Neste sentido, para além do acompanhamento crítico da actividade assistencial, o Serviço desenvolvem estudos e ensaios clínicos, de forma autónoma ou no âmbito de projectos nacionais e internacionais.Formação Dado o dinamismo da Endocrinologia, consideramos a formação nesta área como um aspecto fundamental, sendo uma aposta que abrange os profissionais dos diferentes níveis de cuidados.
A investigação constitui um dos vectores de evolução do Serviço, com natural predomínio da investigação clínica nas áreas primordiais da Endocrinologia.

Neste sentido, para além do acompanhamento crítico da actividade assistencial, o Serviço desenvolve estudos e ensaios clínicos, de forma autónoma ou no âmbito de projectos nacionais e internacionais.

Formação

Dado o dinamismo da Endocrinologia, consideramos a formação nesta área como um aspecto fundamental, sendo uma aposta que abrange os profissionais dos diferentes níveis de cuidado.

Contactos

Telefone: 229 391 000


Serviço de Dermatologia

Director: Dra. Joana Gomes Rocha

O serviço de Dermatologia tem como objectivos o tratamento das doenças de Pele. Desenvolve a maior parte da sua atividade no âmbito da Consulta Externa, assumindo particular relevo a consulta de Teledermatologia. Presta também apoio ao Serviço de Urgência, às áreas de internamento no geral, e mais especificamente, ao Departamento de Medicina. Desenvolve também a consulta de Dermatologia Pediátrica em colaboração com o Serviço de Pediatria.

Na intervenção do Serviço de Dermatologia assumem particular importância as seguintes valências:

  • Teleconsulta, em ligação aos Centros de Saúde
  • Dermatoscopia
  • Fototerapia
  • Dermatites de Contacto e as Dermatoses Profissionais – áreas específicas de trabalho, concretizadas com a ajuda dos testes epicutâneos, os testes fotoepicutâneos, os ROATs e os testes Schratch Chamber.

Na área da Cirurgia são efectuadas diversas intervenções com diferentes técnicas:

  • Laser
  • Criocirurgia
  • Electrocirurgia
  • Biópsias
  • Exereses
  • Enxertos

O Serviço de Dermatologia iniciou em 2007 um projecto inovador com as Cartas de Referência Electrónica, que são enviadas por e-mail com imagens clínicas anexas, tendo a mesma orientação da teleconsulta.
Assim, o serviço destaca-se nas seguintes áreas:

  • Teledermatologia
  • Dermatoscopia
  • Teleconsulta

Investigação

O Serviço de Dermatologia desenvolve um Projeto de Investigação em Dermatocospia – técnica não invasiva de diagnóstico para observação de lesões cutâneas pigmentadas – com o Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.
É também responsável pela publicação e apresentação de diversos trabalhos.
A formação dos Internos é outra das competências do Serviço.

Localização

Piso 0, Consulta Externa

Contactos

E-mail: secretariado.DepMedicina@ulsm.min-saude.pt


Serviço de Infeciologia

Director: Dra. Isabel Neves

O Serviço de Infeciologia tem como objectivo prestar os melhores cuidados na área de patologia Infeciosa aos utentes da Unidade Local de Saúde de Matosinhos, em qualquer idade. Tal inclui diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas, mas também rastreio e informação sobre prevenção das mesmas.

O serviço presta apoio de consultadoria transversal a todos os departamentos do Hospital Pedro Hispano e ao Agrupamento de Centros de Saúde de Matosinhos, desenvolvendo grande parte da sua actividade assistencial em regime de ambulatório (Consulta Externa e Hospital de Dia).

Especialistas do Serviço integram a Comissão de Controlo de Infeção, Comissão de Farmácia e Terapêutica, Comissão de Antimicrobianos, Núcleo Executivo da Formação Pós e Pré Graduada.

O Serviço possui idoneidade total para formação de internos da especialidade de Infeciologia e valência até seis meses para internato de outras especialidades.

Desenvolve trabalho científico na área da Patologia Infeciosa.

O Serviço de Infeciologia desenvolve investigação nas diferentes áreas (Hepatites, Infeciologia Clássica, Uso Racional de Antibióticos), mas destaca-se a Consulta Multidisciplinar de VIH e Consulta de Adesão ao tratamento antirretrovírico, que conta já com cinco anos de evolução.

O Serviço desenvolve diversos projectos de investigação, destacando-se em dois:

  • Controlo da Infecção Associada aos Cuidados de Saúde
  • Infecão pelo HIV

Serviço de Pneumologia

Diretora: Dra. Paula Simão

O Serviço de Pneumologia desenvolve a sua actividade na área do internamento, consulta externa e exames especiais.

O Serviço trabalha em estreita colaboração com todos os Departamentos, nomeadamente o de Medicina, o Serviço de Psicologia, de Medicina Física e Reabilitação e Otorrinolaringologia.

Tem a sua área de intervenção na Consulta Externa em todas as valências respiratórias:

  • Asma , DPOC
  • Oxigenoterapia/ventiloterapia
  • Oncologia pulmonar
  • Sono
  • Consulta de cessação tabágica
  • Doenças infecciosas

Técnicas/exames auxiliares de diagnóstico e terapêutica

  • Broncovideoscopias com respectivas colheitas (lavados, biópsias)
  • Técnicas de estudo e tratamento da pleura, estudo funcional respiratório com provas de provocação
  • Provas de esforço com consumo de O2; estudo poligráfico do sono no ambulatório.

Investigação/projectos

  • Estudo em infeciologia respiratória
  • Estudo em DPOC
  • Rede de Espirometria
  • Monitorização da Terapia Respiratória no Ambulatório

O cancro do pulmão

Na Unidade Local de Saúde de Matosinhos diagnostica-se e trata-se o Cancro do Pulmão. Por ano diagnosticam-se cerca de 70 casos de cancro do pulmão, o que é sobreponível à média nacional.

A causa mais conhecida do cancro do pulmão é o fumo do tabaco com todos os seus componentes, nomeadamente os resultantes da sua combustão. Os grandes fumadores, aqueles que fumam mais de um maço de tabaco por dia durante 20 anos ou mais, têm maior probabilidade de desenvolver a doença;

Por outro lado, quem suspender o hábito precocemente terá menos risco.

Existem produtos químicos e materiais ligados à construção civil, como as fibras de asbestos que são igualmente cancerígenos para o pulmão e pleura. Sendo assim, é essencial que os trabalhadores das empresas sejam devidamente informados pelos médicos de Medicina do Trabalho das precauções e protecções que devem tomar e protecções a utilizar.

  • Sintomas e sinais

A expectoração com sangue, o aumento da intensidade da tosse a falta de ar, a dor no tórax e o emagrecimento são os sinais de alerta para o doente recorrer ao seu médico assistente no sentido de efectuar exames auxiliares de diagnóstico.

  • Tratamento

A decisão do tratamento está a cargo de um grupo de profissionais com experiência nesta área – como sejam o Pneumologista, o Oncologista e o Radioterapeuta – que reúne semanalmente para analisar e orientar os doentes.

Se o diagnóstico for feito precocemente haverá mais probabilidade de cura com a cirurgia, caso contrário tem de se recorrer à Quimioterapia, que é efectuada no Hospital de Pedro Hispano, ou à Radioterapia, esta realizada no Hospital de S. João.

A Unidade Local de Saúde de Matosinhos tem ainda ao dispor do utente o Serviço de Cuidados Paliativos a quem cabe, num trabalho de equipa, prestar apoio ao doente e aos familiares no domicílio.

Cultive estes hábitos:
  • Procure e cultive, sempre que possível, um ambiente sem poluição
  • Pratique exercício físico, com destaque para a natação
  • Promova e incentive uma vida sem tabaco e outras dependências
Horário

Funciona todos os dias úteis, entre as 8h00 e as 20h00.

Localização

Piso 3

Contactos

Telefone – 229 391 729
E-mail – pneumologia@ulsm.min-saude.pt

 


Serviço de Imunohemoterapia

Diretor: Dra Sílvia Sousa

O início de funções do Serviço de Imuno-Hemoterapia remonta a Julho de 1984. Nessa altura, o Serviço destinava-se essencialmente à Colheita de Sangue e à Medicina Transfusional, sendo as principais tarefas a promoção da dádiva de sangue, a colheita e preparação de componentes sanguíneos e a realização de testes de serologia vírica, sífilis e imuno-hematológicos necessários à validação de produtos sanguíneos para transfusão.

Atualmente o Serviço de Imuno-Hemoterapia subdivide-se nas áreas de Imunohematologia e Trombose e Hemostase, desenvolvendo a sua actividade nas duas vertentes distintas e complementares – clínica e laboratorial.

No âmbito da Medicina Transfusional, o Serviço assegura a orientação clínica de doentes com alterações no estudo imuno-hematológico (como por exemplo, o acompanhamento de grávidas com isoimunização pelo antigénio Rh ou outro com implicações a nível fetal), a administração de produtos sanguíneos e hemoderivados, a orientação para autotransfusão, a abordagem de doentes que apresentem reacções transfusionais e o estudo e terapêutica de recém nascidos imunizados. Clinicamente, é ainda responsável pelo assegurar da rastreabilidade transfusional e pelo cumprimento do programa de Hemovigilância nacional.

A área de Trombose e Hemostase nasceu já no HPH, tendo sido implementados os testes essenciais ao estudo de patologia hemorrágica e ao rastreio de trombofilia, com excepção dos testes genéticos que ainda são realizados no exterior da Instituição. Nesta área, o serviço de Hemoterapia assegura a orientação clínica para a instituição de profilaxia e terapêutica antitrombótica, monitoriza a terapêutica anticoagulante, efectua a preparação de doentes com alterações da hemostase para a realização de procedimentos invasivos e realiza o estudo de doentes com distúrbios da hemostase.

O serviço tem-se destacado em áreas importantes do seu ramo, tendo mesmo sido alvo de prémios que atestam a sua idoneidade e competência:

  • Consulta descentralizada de Hipocoagulação, merecedora de Prémios Hospital do Futuro e da Associação Portuguesa de Imuno-hemoterapia
  • Consulta de Rastreio de Trombofilia / Doença Hemorrágica Hereditária
Localização

O Serviço de Imuno-hemoterapia da ULSM está localizado no Piso 0 do HPH, entre o Hospital de Dia e o Serviço de Patologia Clínica. Tem como áreas anexas para a sua actividade uma sala para colheitas localizada na Medicina Física e Reabilitação e um outro espaço destinado à Consulta Externa -gabinete A7, situado na Secção A da Central de Consultas Externas. (Piso 0)

Contacto

Secretariado – 22 939 1000 (ext 1774)

Linha Directa dos Doentes 22 939 1778

Fax: 22 939 1618


Serviço de Neurologia

Director: Professor Dr. Vitor Tedim Cruz

A Neurologia é a Especialidade que tem por objectivo o diagnóstico e tratamento das doenças do Sistema Nervoso (cérebro, medula, nervo e músculo), sendo as mais comuns: Doença Vascular Cerebral (AVC), Cefaleias, Epilepsia, Demência, Doença de Parkinson, Esclerose Múltipla, Distonias e Neuropatias.

O Serviço de Neurologia integra uma equipa de profissionais experiente, prestando cuidados diferenciados e abrangentes em todas as doenças neurológicas, complementado por capacidade total de realização de estudos neurofisiológicos afins, dispondo para o efeito de um Laboratório de Neurofisiologia e de uma área de Internamento programado na Unidade de Monitorização Prolongada de Epilepsia (UMPE).

A actividade do Serviço de Neurologia desenvolve-se nas seguintes vertentes:

  • Na Consulta Externa
    • Consulta de Neurologia Geral
    • Consultas diferenciadas:
    • Cefaleias
    • Epilepsia
    • Doenças Vasculares Cerebrais
    • Doenças Desmielinizantes (Esclerose Múltipla)
    • Distonias e Toxina Botulínica
    • Neuro-Cognição
    • Doenças do Movimento
    • Doenças Neuromusculares
  • No Internamento
    • No Serviço de Medicina do Departamento de Medicina onde são internados doentes agudos com patologias primariamente neurológicas, maioritariamente com Patologia Vascular Cerebral
    • Na Unidade de Monitorização Prolongada de Epilepsia (UMPE), destinada ao internamento programado de doentes com diagnóstico de Epilepsia que necessitam de investigação neurofisiológica de crises epilépticas ou para confirmação de diagnóstico, procedendo-se nestes casos à Monitorização Vídeo-EEG Prolongada.
  • No Hospital de Dia
    • Regime de ambulatório para administração terapêutica em doentes com Esclerose Múltipla e Doenças Neuromusculares.
  • No Serviço de Urgência
    • Diariamente em presença física das 8h00 às 20h00

Realiza os seguintes Exames Complementares de Diagnóstico – Laboratório de Neurofisiologia e Unidade de Monitorização Prolongada de Epilepsia (UMPE)

Electroencefalografia (EEG), Potenciais Evocados (PE) e Estudos do Sono

Responsável: Prof. Doutor Alberto Leal

  • EEG Neonatal
  • EEG de Rotina com Provas de Activação
  • EEG com Prova de Sono
  • EEG fora do Laboratório (doentes críticos)
  • EEG Ambulatório de 24 horas
  • Co-registo EEG/EMG com Técnica de Backaveraging
  • PE Multimodais: Visuais, Auditivos e Somatosensitivos
  • Estudo Poligráfico de Sono Nocturno (nível I em Laboratório)
  • Teste de Latências Múltiplas do Sono
  • Monitorização Vídeo-EEG Prolongada

Electromiografia e Estudos de Condução Nervosa

Responsável: Dr. João Martins

Neurossonologia

Responsável:Dr. Paulo Coelho

Ecodoppler dos Vasos do Pescoço

Ecodoppler Transcraniano

Ensino e Investigação

O Serviço tem Idoneidade Formativa total para a formação de Internos de Formação Específica de Neurologia.

Responsabiliza-se também pelo apoio à formação de Médicos de outras Especialidades nomeadamente de Medicina Interna, Neurorradiologia, Psiquiatria e de Medicina Geral e Familiar, da ULS Matosinhos e de outros Hospitais, que escolhem o Serviço para a realização de Estágios Curriculares de Neurologia.

A equipa Técnica assegura a orientação e formação de Alunos da Licenciatura de Fisiologia Clínica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico de Coimbra, durante a realização de Estágios Curriculares no Laboratório de Neurofisiologia e na UMPE, em todas as suas valências.

Actividade Científica e Investigação

São promovidas internamente Reuniões de Formação no âmbito do Serviço e do Departamento de Medicina e externamente participa em Comunicações e Publicações em Reuniões/Revistas Médicas Nacionais e Internacionais.

O Serviço está envolvido em Estudos Observacionais/Epidemiológicos e em Ensaios Clínicos que decorrem a nível nacional e internacional, nas áreas do AVC, Epilepsia, Esclerose Múltipla, Demência e Doenças Neuromusculares.

Lembre-se que:

Deve optar por uma alimentação mediterrânica
Deve reduzir do consumo de sal
Abstenção de álcool, tabaco e outras dependências
E combate o sedentarismo através da prática regular de exercício físico.


Serviço de Medicina Interna

Director do Serviço: Dr. Vasco Barreto

A Medicina Interna é considerada uma das valências básicas em qualquer Hospital. Assume a Missão de integrar conhecimentos construídos e dispersos pelas diferentes especialidades ou sub especialidades que dela nasceram; a Medicina Interna deve permitir integrar e coordenar patologias, tratando o doente como um todo.

Distingue-de da clínica geral, não só porque tratará apenas as doenças do foro médico, excluindo as do foro cirúrgico, a Pediatria, etc., mas também porque, como especialidade hospitalar, deve ser exercida ao nivel de Cuidados Diferenciados,

O internista tem um papel essencial na equipa médica pluridisciplinar, na medida em que tende a ser o melhor conhecedor da Fisiopatologia global do doente hospitalizado.

Para além do tratamento dos doentes internados no próprio serviço, o internista deve cooperar na assistência a todos os restantes Serviços do Hospital, colaborando com os respectivos especialistas, no sentido de ajudar a integrar a patologia dominante no conjunto fisiopatológico do doente.

A tendência deverá ser para a Medicina Interna abarcar a grande maioria das patologias do foro médico, deixando para as especialidades a execução de técnicas de diagnóstico e terapêutica de tecnologia mais elaborada e o tratamento das patologias mais raras que exijam concentração de experiência.

Deverá ainda ser combatida a tendência para que os serviços de Medicina Interna sejam depósitos de crónicos e idosos que os outros serviços recusam, o que não tem nada a ver com a vocação natural de um serviço incluido num hospital de agudos.

A Medicina Interna terá assim três papéis fundamentais no hospital de agudos:

  • Diagnóstico e tratamento de doentes do foro médico
  • Colaboração e aconselhamento no tratamento dos doentes tratados por outras especialidades médicas e cirúrgicas
  • Participação, com papel nuclear e integrado nas equipas de tratamento intensivo.

O Serviço de Medicina Interna é composto por duas unidades e um núcleo:

Unidade de Cuidados Intermédios Médicos

Coordenadora: Dra. Luísa Guerreiro

A Unidade de Cuidados Intermédios Polivalente (UCIP) é uma unidade funcional do Serviço de Medicina Interna, integrada no Departamento de Medicina, criada em Maio de 2011.

Os objetivos do seu funcionamento assentam na necessidade de disponibilizar, em determinadas situações clínicas, métodos e intensidade de tratamento ou vigilância mais elevados que os praticados em unidades menos diferenciadas, designadas “enfermaria geral”.

Esta estrutura funcional localiza-se no Piso 1, em espaço próprio. Disponibiliza um conjunto de 13 camas às quais estão associados dispositivos de monitorização: eletrocardiográfica, oximetria pulsátil, temperatura, frequência respiratória, pressões não invasivas e invasivas.

Recebe doentes provenientes dos Serviços de Medicina Intensiva deste e de outros hospitais, doentes provenientes do Bloco Operatório que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos, doentes provenientes dos diferentes Departamentos e doentes provenientes do Serviço de Urgência.

A assistência médica é prestada por uma equipa de oito médicos, pertencentes ao departamento de Medicina, cujas funções se centram nesta Unidade e na Unidade de Dor Torácica do Serviço de Urgência, com preparação diferenciada para estas funções. A esta Unidade é também adstrita uma equipa de Enfermeiros, com treino adequado e cuja atividade é exercida preferencialmente neste espaço. Esta equipa integra uma Enfermeira de Reabilitação.

Fazem igualmente parte da equipa os Assistentes Operacionais e uma Assistente Técnica.

A Unidade de Cuidados Intermédios Polivalente também participa no percurso formativo dos Internos do Internato Complementar de Medicina Interna e de outras especialidades. Poderá igualmente colaborar na formação pós-graduada de médicos, incluindo os de outros Hospitais do SNS e mesmo de Instituições Privadas.

Os alunos do 6° ano do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em formação no Serviço de Medicina Interna do Hospital Pedro Hispano, também efetuam períodos de treino nesta Unidade.

Esta Unidade é também campo de Estágio para os cursos de Licenciatura e Pós-Licenciatura em Enfermagem, em períodos de duração variável, sempre sob orientação de um enfermeiro da UCIP.

Unidade de Hipertensão Arterial e Cardiovascular

Coordenador: Dr. José Alberto Silva

A Unidade de Hipertensão Arterial e Risco Cardiovascular do Hospital Pedro Hispano foi distinguida, em 2010, pela Sociedade Europeia de Hipertensão com o título de Centro de Excelência.

Núcleo de Doenças Auto-Imunes

As doenças Auto-imunes constituem um grupo de patologias bastante complexo e muito exigente em termos de diagnóstico e tratamento.

Daí o Hospital Pedro Hispano ter entendido constituir um grupo de clínicos para abordar esta área. O Núcleo de Imunologia Clínica/Doenças Auto-Imunes, integrado no Serviço de Medicina, foi formalizado em Novembro de 2008, sendo neste momento constituído por uma equipa de Internistas particularmente interessados e com competências desenvolvidas nesta matéria.

A Consulta de Doenças Auto-Imunes que realizam está certificada e registada com o nº 000151/DGS/Cons. Esp., no site da Direcção Geral de Saúde.

O Núcleo reúne semanalmente, em consulta de grupo, analisando e emitindo parecer sobre os doentes com patologia auto-imune que aí são apresentados, nomeadamente os doentes candidatos a início de terapêutica biológica.

Localização e Contactos
  • Ala D – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391210 – Beatriz Sousa

  • Ala E – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391240 – Susana Fonseca

  • Ala F – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391238 – Patrícia Ferreira

  • Ala M – piso 4

Secretariado – telefone: 22 9391449 – Sílvia Rodrigues

 


Serviço de Cardiologia

Director: Profª. Dra. Cristina Gavina

O Serviço de Cardiologia está integrado no Departamento de Medicina. Além do apoio clínico cardiológico ao Departamento de Medicina e restantes Serviços e Departamentos da ULSM, o Serviço de Cardiologia tem uma área de exames complementares, ditos não invasivos. Dispõe ainda da valência de Pacemakers, com implantação e respectivo follow-up.

O Serviço de Cardiologia desenvolve pois uma série de valências como:

  • Apoio clínico – internamento, serviço de emergência, consulta externa e consultadoria nos Centros de Saúde
  • Realização de electrocardiogramas (ECG)
  • Realização de ecocardiogramas transtorácicos, transesofágicos e de stress farmacológico
  • Realização de provas de esforço
  • Monitorização electrocardiográfica ambulatória contínua de 24, 48 horas (Holter) e de eventos até 15 dias
  • Implantação de pacemakers definitivos e seu follow-up
Localização

A área de exames complementares localiza-se nos Exames Especiais (Piso 0)

Os pacemkers são implantados na Sala de Técnicas Invasivas Especiais (Piso -1)

Contactos

Telefone: 229 391 000