Ir para o conteúdo
Início
/
Serviços Clínicos
/
Departamento de Medicina

Serviço de Medicina Interna

Director do Serviço: Dr. Vasco Barreto

A Medicina Interna é considerada uma das valências básicas em qualquer Hospital. Assume a Missão de integrar conhecimentos construídos e dispersos pelas diferentes especialidades ou sub especialidades que dela nasceram; a Medicina Interna deve permitir integrar e coordenar patologias, tratando o doente como um todo.

Distingue-de da clínica geral, não só porque tratará apenas as doenças do foro médico, excluindo as do foro cirúrgico, a Pediatria, etc., mas também porque, como especialidade hospitalar, deve ser exercida ao nivel de Cuidados Diferenciados,

O internista tem um papel essencial na equipa médica pluridisciplinar, na medida em que tende a ser o melhor conhecedor da Fisiopatologia global do doente hospitalizado.

Para além do tratamento dos doentes internados no próprio serviço, o internista deve cooperar na assistência a todos os restantes Serviços do Hospital, colaborando com os respectivos especialistas, no sentido de ajudar a integrar a patologia dominante no conjunto fisiopatológico do doente.

A tendência deverá ser para a Medicina Interna abarcar a grande maioria das patologias do foro médico, deixando para as especialidades a execução de técnicas de diagnóstico e terapêutica de tecnologia mais elaborada e o tratamento das patologias mais raras que exijam concentração de experiência.

Deverá ainda ser combatida a tendência para que os serviços de Medicina Interna sejam depósitos de crónicos e idosos que os outros serviços recusam, o que não tem nada a ver com a vocação natural de um serviço incluido num hospital de agudos.

A Medicina Interna terá assim três papéis fundamentais no hospital de agudos:

  • Diagnóstico e tratamento de doentes do foro médico
  • Colaboração e aconselhamento no tratamento dos doentes tratados por outras especialidades médicas e cirúrgicas
  • Participação, com papel nuclear e integrado nas equipas de tratamento intensivo.

O Serviço de Medicina Interna é composto por duas unidades e um núcleo:

Unidade de Cuidados Intermédios Médicos

Coordenadora: Dra. Luísa Guerreiro

A Unidade de Cuidados Intermédios Polivalente (UCIP) é uma unidade funcional do Serviço de Medicina Interna, integrada no Departamento de Medicina, criada em Maio de 2011.

Os objetivos do seu funcionamento assentam na necessidade de disponibilizar, em determinadas situações clínicas, métodos e intensidade de tratamento ou vigilância mais elevados que os praticados em unidades menos diferenciadas, designadas “enfermaria geral”.

Esta estrutura funcional localiza-se no Piso 1, em espaço próprio. Disponibiliza um conjunto de 13 camas às quais estão associados dispositivos de monitorização: eletrocardiográfica, oximetria pulsátil, temperatura, frequência respiratória, pressões não invasivas e invasivas.

Recebe doentes provenientes dos Serviços de Medicina Intensiva deste e de outros hospitais, doentes provenientes do Bloco Operatório que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos, doentes provenientes dos diferentes Departamentos e doentes provenientes do Serviço de Urgência.

A assistência médica é prestada por uma equipa de oito médicos, pertencentes ao departamento de Medicina, cujas funções se centram nesta Unidade e na Unidade de Dor Torácica do Serviço de Urgência, com preparação diferenciada para estas funções. A esta Unidade é também adstrita uma equipa de Enfermeiros, com treino adequado e cuja atividade é exercida preferencialmente neste espaço. Esta equipa integra uma Enfermeira de Reabilitação.

Fazem igualmente parte da equipa os Assistentes Operacionais e uma Assistente Técnica.

A Unidade de Cuidados Intermédios Polivalente também participa no percurso formativo dos Internos do Internato Complementar de Medicina Interna e de outras especialidades. Poderá igualmente colaborar na formação pós-graduada de médicos, incluindo os de outros Hospitais do SNS e mesmo de Instituições Privadas.

Os alunos do 6° ano do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em formação no Serviço de Medicina Interna do Hospital Pedro Hispano, também efetuam períodos de treino nesta Unidade.

Esta Unidade é também campo de Estágio para os cursos de Licenciatura e Pós-Licenciatura em Enfermagem, em períodos de duração variável, sempre sob orientação de um enfermeiro da UCIP.

Unidade de Hipertensão Arterial e Cardiovascular

Coordenador: Dr. José Alberto Silva

A Unidade de Hipertensão Arterial e Risco Cardiovascular do Hospital Pedro Hispano foi distinguida, em 2010, pela Sociedade Europeia de Hipertensão com o título de Centro de Excelência.

Núcleo de Doenças Auto-Imunes

As doenças Auto-imunes constituem um grupo de patologias bastante complexo e muito exigente em termos de diagnóstico e tratamento.

Daí o Hospital Pedro Hispano ter entendido constituir um grupo de clínicos para abordar esta área. O Núcleo de Imunologia Clínica/Doenças Auto-Imunes, integrado no Serviço de Medicina, foi formalizado em Novembro de 2008, sendo neste momento constituído por uma equipa de Internistas particularmente interessados e com competências desenvolvidas nesta matéria.

A Consulta de Doenças Auto-Imunes que realizam está certificada e registada com o nº 000151/DGS/Cons. Esp., no site da Direcção Geral de Saúde.

O Núcleo reúne semanalmente, em consulta de grupo, analisando e emitindo parecer sobre os doentes com patologia auto-imune que aí são apresentados, nomeadamente os doentes candidatos a início de terapêutica biológica.

Localização e Contactos
  • Ala D – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391210 – Beatriz Sousa

  • Ala E – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391240 – Susana Fonseca

  • Ala F – piso 2

Secretariado – telefone: 22 9391238 – Patrícia Ferreira

  • Ala M – piso 4

Secretariado – telefone: 22 9391449 – Sílvia Rodrigues

 


Partilhar: