Inicio
/
Notícias
26-04-2018

Combate ao desperdício alimentar ultrapassa já uma tonelada de alimentos doados pelo Hospital Pedro Hispano

A Unidade Local de Saúde de Matosinhos, onde se integra o Hospital Pedro Hispano, é uma das instituições que desde a primeira hora apoia a Câmara de Matosinhos no protocolo que assinou com a Associação Dariacordar – Associação para a Recuperação do Desperdício, no combate ao desperdício alimentar.
Logo após a assinatura do protocolo de colaboração para a concretização do Projeto Zero Desperdício no concelho, que aconteceu a 30 de janeiro, a ULSM foi um dos parceiros a aderir, disponibilizando, diariamente, cerca de 20 quilos de refeições que não são servidas na cantina hospitalar.
Assim, desde fevereiro a ULSM já contribuiu com cerca de uma tonelada de refeições (cerca de 2000 refeições individuais) para a alimentação de várias famílias do concelho de Matosinhos, previamente sinalizadas como beneficiárias neste projeto, sendo que a distribuição é da responsabilidade da delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa.
Convém salientar que não se trata de sobras de comida, mas sim de refeições que nem chegaram a sair da cantina hospitalar, que não foram servidas, e que de outra forma seriam desaproveitadas. Nesse sentido, a dinamização deste projeto conta também com o empenho e colaboração dos Serviços Hoteleiros da ULSM e da empresa SUCH, que tem a concessão de alimentação hospitalar.
Segundo dados da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) todos os anos, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, ou seja, cada um desperdiça em média 132 quilos de comida por ano. Só as famílias desperdiçam 324 mil toneladas. E 17% da comida é deitada fora ainda antes de chegar aos consumidores. Um desperdício que no conjunto da União Europeia chega às 89 milhões de toneladas.