Ir para o conteúdo
Início
/
Cidadão
/
Mais Saúde

Rastreio do Cancro do Cólon e Reto

Se for convidada/o para fazer o rastreio, não hesite. Participe!

  • Em que consiste o rastreio do cancro do cólon (intestino) e reto?

Consiste na realização de um exame às fezes que permite detetar a presença de sangue nas fezes (pesquisa de sangue oculto nas fezes).

  • Quem deve fazer o rastreio e quando?

Todas as pessoas, sem patologia do cancro do cólon e reto, com idades compreendidas entre os 50 e os 74 anos, inscritos nos centros de saúde da Unidade de Local de Saúde de Matosinhos. O rastreio deve ser feito de 2 em 2 anos.

  • Porque necessito de fazer o rastreio?

Em Portugal são diagnosticados, por ano, cerca de 7000 novos casos de cancro do cólon e reto, mas é possível prevenir-se desta doença.
Primeiro: com o consumo diário de frutas e verduras e a prática de exercício físico regular; Segundo: participando na realização do exame de rastreio para o qual é convidado.
Esta é uma doença que tem uma evolução lenta, desde o seu aparecimento até à transformação em cancro, mas esta característica só será benéfica para a saúde de cada um se houver uma predisposição para fazer o rastreio, já que este permite detetar lesões pré-malignas (ex.: pólipos) que podem ser removidas, bem como lesões malignas precoces que podem ser tratadas. Se diagnosticados numa fase inicial, as possibilidades de cura e tratamento são muito maiores.

  • Como se faz o teste?

O teste é feito pelo próprio utente no seu domicílio, utilizando um coletor de fezes (é um tubo pequeno com um pequeno escovilhão) que lhe será entregue por correio para a morada de residência. Este coletor é acompanhado de instruções para a realização do teste.

  • Após a colheita de fezes, o que fazer?

Deve entregá-la, logo que possa, no seu centro de saúde. Se não for possível no próprio dia deve colocá-la no frigorífico (e não no congelador), acondicionada na bolsa de plástico que acompanha o frasco coletor.

  • Quando é que recebo os resultados?

O resultado do rastreio ser-lhe-á enviado por carta para a sua residência, num prazo que não excederá os 30 dias. O seu médico de família receberá igualmente o resultado do exame que efetuou.

O teste de rastreio é totalmente gratuito!

  • E se o teste for positivo. Isto é, se for encontrado sangue nas fezes?

Se o resultado for positivo (acontece em sensivelmente 10% dos exames realizados a pessoas saudáveis), será encaminhado para o hospital da sua área de residência para fazer uma colonoscopia total. Antes da realização deste exame, será marcada uma consulta preparatória, no seu centro de saúde, onde a equipa, que habitualmente o segue, lhe pretará as informações devidas.

  • O que é a colonoscopia total? Como é feita?

A colonoscopia é um exame que permite ao médico visualizar o interior do intestino grosso através de um endoscópio (aparelho que consiste num tubo fino e flexível com uma câmara na extremidade, que possibilita a observação do interior dos órgãos ocos do corpo humano). O exame é realizado com sedação ou anestesia, exceto se existirem contraindicações clínicas ou se o utente não o desejar.

A Equipa do Serviço de Gastroenterologia da ULSM

Consulte aqui o folheto

 


Partilhar:
Ir para o topo
elit. et, non neque. tristique mi, elit. Phasellus